Que filme, senhoras e senhores, me impressionou mesmo. Finalmente a Marvel tomou vergonha na cara, conseguiu pegar o sentimento dos quadrinhos e fez um filme decente. Ação do começo ao fim, romance relegado ao 13º plano (só aparecendo em momentos oportunos) e os heróis demonstrando toda a potência que podem usar. Apesar de alguns exageros hollywoodianos, os personagens foram muito bem representados. Aqui vão algumas considerações sobre os personagens e suas participações:

Tony Stark começou o filme trazendo a tona tudo que odeio nele. Sério, como vocês conseguem gostar dele? O cara é egocêntrico, arrogante e mala pra caralho. Me pergunto se o Robert Downey Jr. também tem essa personalidade, porque ele atua perfeitamente nesse papel. Sorte da humanidade que no final ele vira o herói que todos adoram e salva o planeta mais uma vez.

Thor ficou com o trabalho de proporcionar as cenas emocionantes e chatas, uma hora tentando matar seu irmão, em outra tentando convencê-lo a voltar pra casa. Mas quando o bicho pegou, ele mostrou o que um Deus tem de melhor, arregaçando monstros e mais monstros com seu Mjölnir.

A luta entre os dois também ficou foda, com nenhuma das partes se segurando no embate e acabando por destruir uma floresta inteira. Uma pena que o Capitão América termina com a luta, queria ver Thor transformar o Homem de Ferro em uma lata de sardinhas.

O Capitão América acabando com a minha alegria.

Apesar de às vezes Steve Rogers ser o chato da história, separando as desavenças e acabando com a alegria dos que assistiam o filme, foi o líder supremo dos Vingadores, trazendo todas suas habilidades e conhecimentos de soldado para orientar e unir os humanos na guerra contra os Chitauri. Palmas também para seu escudo que aguentou o impacto do martelo de Thor.

Gavião Arqueiro e Viúva Negra são os representantes sem poderes da turma e também os heróis que mais apelam em suas habilidades (O cara atira sem ver e ainda acerta… A mina faz umas paradas que eu acho que nem os que tem poderes conseguiriam… Porra, Marvel, porra!). No inicio, parece que vai rolar um relacionamento amoroso entre os dois, mas, para a alegria deste que vos escreve, é só uma relação de parceiros de armas.

Loki é um autêntico bom vilão, usando da inteligência para levar os inimigos ao caos e a força pra tarefas simples (matar humanos insignificantes e tal). Manipula Banner, fazendo-o se transformar em Hulk e detonar metade da nave da Shield. Prende o irmão em uma armadilha mortal com um simples truque de ilusão. Mas apanhou de todos no decorrer do filme (até do Agente Coulson!) e acabou merecendo a derrota. Grande atuação de Tom Hiddleston.

E o Hulk… Podem ignorar todo o texto acima, foi só um pretexto pra eu falar sobre ele.

Bruce Banner é um cientista genial que tenta recriar a fórmula de supersoldado que criou o Capitão América, já que a fórmula antiga se perdeu com seu criador. No entanto, um acidente com raios gama ferra com todo o projeto e faz Banner receber poderes, em parte, imprevisíveis. Olhando pelo lado positivo, ele consegue os poderes do Capitão, só que dezena de vezes melhor: força e agilidade supremos, alta capacidade de adaptação e grande imunidade são conquistados. Em contraponto, ele só consegue isso quando se transforma em um monstro gigante, irracional e furioso. Até podia ser manipulado para usar contra o adversário, mas bastava um fogo amigo ou qualquer outra distração e ele poderia voltar-se facilmente contra seus próprios amigos. Ou seja, Hulk é igual ou pior a qualquer outro inimigo motherfucker já criado pela Marvel, com os outros dois filmes pra provar isso. Pra mim, Hulk não deveria existir.

Hulk smash!!

Isso até esse último filme… o HULK É MUITO FODA!! Foi o ponto forte do filme, proporcionando as melhores cenas de pancadaria, humor e suspense. Sua luta contra Thor é sensacional, surpreende conseguindo se controlar e simplesmente faz de Loki um boneco de pano na melhor cena do longa. Dá uma olhada (Qualidade ruim, porém ignorem):

 

Bola dentro, Marvel! Conseguiram fazer do cara que mais tinha potencial pra fuder com tudo em o grande herói da trama. E fizeram do filme algo que eu nunca imaginaria, virando o jogo na minha visão dos Vingadores e trazendo desconfiança na minha aposta de que The Dark Knight Rises será o melhor filme do ano. Mas ainda não volto atrás, veremos isso dia 20 de Julho. E nos vemos no próximo post, até lá.

Anúncios